Evanio Wylyan Prestini terá que pagar pensão à mão de uma das vítimas

0
77

A batida aconteceu perto da entrada do Belchior Baixo, em Gaspar

Evanio Wylyan Prestini vai ter que pagar pensão pra mãe da jovem Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos. Prestini dirigia um Jaguar embriagado e provocou um acidente que matou duas garotas, entre elas Suelen, e feriu outras três. A tragédia aconteceu em fevereiro, na BR 470, em Gaspar.
O juiz substituto da 4ª Vara Cível de Blumenau, Wellington Barbosa Nogueira Júnior, determinou que o motorista vai ter que pagar R$ 815 mensalmente à mãe de Suelen, já que a jovem pagava parte dos gastos da casa. O valor deve ser dividido entre Evanio, o pai dele, o dono do carro e a empresa responsável pelo seguro do veículo. Da decisão ainda cabe recurso.
Não só a família de Suelen, como familiares das outras vítimas entraram com ações na justiça com pedido de indenizações com valores que ultrapassam os R$ 2 milhões.
A juíza substituta da Comarca de Gaspar, Bruna Luíza Hoffmann, antecipou uma audiência do dia 8 pra 6 de maio. As partes e testemunhas vão ser ouvidas nesta audiência e a juíza, a partir disso, decidirá se o réu vai ou não a júri popular.

Motorista estava bêbado

Evanio Wylyan Prestini estava bêbado quando acertou em cheio o Palio, com placas de Blumenau, na BR 470 e matou as duas jovens. A batida aconteceu em 23 de fevereiro, às 6h30.Além de Suelen Hedler da Silveira, 21 anos, e Amanda Grabner Zimmermann, 18, que morreram no acidente, outras três jovens estavam dentro do carro e se feriram.
Na época, a polícia Rodoviária Federal (PRF) foi avisada por outros motoristas que o cara tava bêbado, mas não teria abordado o carro antes de provocar o acidente.
O teste do bafômetro confirmou que Evanio Wylyan Prestini estava bêbado. O resultado foi 0,72 mg de álcool por litro de ar.

Jaguar invadiu a pista contrária

A batida aconteceu perto da entrada do Belchior Baixo, em Gaspar. O Jaguar estava no sentido do litoral e o carro com os jovens estava no sentido de Blumenau, onde moravam. Uma testemunha contou que o carro passou em alta velocidade, se perdeu, invadiu a pista contrária e bateu no Palio.
Com o impacto da batida, Suelen morreu no local. Amanda chegou a ser levada pro hospital de Blumenau, mas faleceu quando internada na UTI. A motorista e as outras duas ocupantes ficaram feridas.

Rate this post