Problema no cadastro para renda emergencial? Saiba como regularizar seu CPF

Um problema que muitos trabalhadores estão encontrando para ter acesso à renda emergencial é a regularização do CPF. Caso, ao preencher com os dados pessoais no site ou aplicativo da Caixa para receber o benefício e surgir uma mensagem de erro no cadastramento, uma possível explicação é alguma irregularidade no Cadastro de Pessoa Física, o CPF.

Calma, não necessariamente o problema é com o seu documento, pode ser um erro da própria receita federal. Para descobrir o que está acontecendo, aqui vão algumas dicas.

:: Com reclamações de demora, auxílio de R$ 600 para 15 milhões de informais sai hoje ::

O primeiro passo é acessar o site da Receita Federal de verificação, preencha com os dados solicitados, número do CPF e data de nascimento. 

Finalmente, aparecerá a resposta se sua situação está regular ou não. Caso esteja tudo certo, a Receita Federal recomenda que você realize novamente o cadastro no aplicativo ou site da caixa para receber o benefício. 

Mas caso a resposta seja “suspensa”, você pode resolver esse problema pelo computador mesmo. Primeiro vá no site da Receita Federal, depois clique em CPF, que está em destaque na página. Em seguida, clique em regularizar CPF. Na nova página, vai aparecer a seguinte opção na parte de baixo do site “pela internet se o CPF estiver na situação cadastral suspensa” Clique, e então preencha os dados pedidos.  Com isso, será aberto uma solicitação de regularização.

:: Senado aprova liberação de auxílio emergencial para outras categorias ::

Existe outra opção para solucionar. No site da Receita Federal, você pode atualizar seus dados, às vezes é só isso o problema. Na página inicial clique em CPF e depois atualizar CPF.

Se mesmo assim ainda não for possível realizar o cadastro no site ou aplicativo da caixa, a solução é realizar uma consulta pessoal. Você deve ir na unidade mais próxima do Banco do Brasil, Caixa ou dos correios levando os seguintes documentos

  • carteira de identidade ou algum documento com foto, que comprove naturalidade, filiação e data de nascimento;
  • documento com CPF;
  • título de eleitor ou documento que comprove o alistamento eleitoral;
  • certidão de casamento, caso tenha.

Será necessário pagar uma taxa de R$ 7 para regularizar o CPF.