Venezuela terá eleições legislativas em 6 de dezembro


Parlamento é o único poder controlado pela oposição do país, mas principais partidos já anunciaram que irão boicotar o pleito. Sessão do Parlamento da Venezuela, em foto de 2017
AP Photo/Ariana Cubillos
As eleições do Parlamento da Venezuela, único poder controlado pela oposição, foram convocadas nesta quarta-feira (1) para 6 de dezembro pelas autoridades eleitorais, um pleito que será boicotado pelos principais partidos da oposição.
“Convoca-se todo o país para o dia 6 de dezembro do ano de 2020 ao processo eleitoral destinado a eleger a Assembleia Nacional” para o período compreendido entre 2021 e 2026, disse a presidente do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Indira Alfonzo, em declaração à imprensa, transmitida pela emissora de TV governamental.
Liderança controversa
Em janeiro deste ano, em uma votação controversa, o deputado chavista Luis Parra foi escolhido como o novo presidente do Congresso, mas a oposição havia sido barrada na entrada por militares.
Dois dias depois, agentes da Guarda Nacional Bolivariana e outras forças policiais do país sul-americano impediram, inicialmente, a entrada do autoproclamado presidente interino venezuelano Juan Guaidó – ex-presidente do Congresso – no prédio. Posteriormente, no entanto, ele conseguiu entrar no local junto de apoiadores.