Mulher é presa e dois homens morrem durante operação para encontrar suspeitos da morte de PM em Porto Seguro

Mulher é presa e dois morrem em operação que investiga morte de PM em Porto Seguro

Mulher é presa e dois morrem em operação que investiga morte de PM em Porto Seguro

Uma mulher foi presa e dois homens morreram em Porto Seguro, na madrugada desta terça-feira (15), durante uma operação para tentar localizar os suspeitos de matar o cabo da Polícia Militar Clodoaldo Mendes Santos Júnior.

De acordo com a polícia, a mulher foi presa no bairro Mundaí, após o carro dela ser achado com marcas de sangue. A polícia suspeita de que o veículo tenha sido usado pelos homens que atiraram no policial. Ela já tem passagem na polícia por identidade adulterada.

Já os homens, que estavam na casa da mulher presa, foram baleados após entrarem em confronto com os policiais. Eles foram identificados como Weslei Reis Mota e Felipe Moura de Oliveira. As idades não foram divulgadas.

O crime ocorreu na noite de domingo (13), no bairro Vila Parracho. O PM estava acompanhado da esposa, que não foi atingida. A polícia suspeita que ao menos 6 homens participaram da ação que acabou com a morte do policial.

No momento do crime, dois suspeitos foram baleados pelo militar. Os homens foram levados para o Hospital Deputado Luís Eduardo Magalhães. Na unidade, os dois foram reconhecidos pela esposa do PM. Depois de passar por atendimento, um deles foi levado para a delegacia da cidade. O outro, segue internado no hospital, sob custódia da polícia.

Operação para encontrar suspeitos da morte de PM em Porto Seguro prende uma mulher e deixa dois mortos. — Foto: Reprodução / TV Bahia 1 de 2
Operação para encontrar suspeitos da morte de PM em Porto Seguro prende uma mulher e deixa dois mortos. — Foto: Reprodução / TV Bahia

Operação para encontrar suspeitos da morte de PM em Porto Seguro prende uma mulher e deixa dois mortos. — Foto: Reprodução / TV Bahia

Desde o dia do assassinato, operações são feitas na cidade pelas policias Civil e Militar, na busca pelos suspeitos.

Nesta terça, a operação foi feita entre as cidades de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, pelo serviço de inteligência da PM e pelo Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer).

Segundo a PM, a principal suspeita é de que o crime foi uma retaliação por causa de operações policiais recentes na região, que resultaram na apreensão de várias armas. A Polícia Civil segue apurando o caso, mas ainda não divulgou linhas de investigação.

O cabo Clodoaldo trabalhava no 8º Batalhão da Polícia Militar de Porto Seguro, mas atuava na cidade vizinha de Santa Cruz Cabrália. O batalhão lamentou a morte do cabo e informou que vai contribuir com as investigações da Polícia Civil.

O corpo do militar foi levado para a cidade de Ilhéus, na segunda-feira (14), onde foi velado durante a noite. Ele foi enterrado na manhã desta terça, sob forte comoção.

Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.

Cabo Clodoaldo foi atacado a tiros quando chegava em casa, acompanhado da esposa — Foto: Reprodução/TV Bahia 2 de 2
Cabo Clodoaldo foi atacado a tiros quando chegava em casa, acompanhado da esposa — Foto: Reprodução/TV Bahia

Cabo Clodoaldo foi atacado a tiros quando chegava em casa, acompanhado da esposa — Foto: Reprodução/TV Bahia

Assista aos vídeos do BATV

10 vídeos

Bloco 1 - BATV Sudoeste - 15/09/2020

Idosa com quase 105 anos de idade é curada da Covid-19 e recebe alta médica em IlhéusQuase 400 leitos exclusivos para Covid-19 serão desativos ou revertidos em Salvador