Dezenas de migrantes que viajavam amontoados em caminhão são resgatados na Áustria


Motorista do caminhão, um cidadão turco, foi preso. Migrantes pagavam quase R$ 50 mil para serem levados do Oriente Médio rumo à Europa Ocidental. Carro da polícia da Áustria, em foto de fevereiro de 2019
Georg Hochmuth/APA/AFP
A polícia da Áustria informou nesta quarta-feira (16) que descobriu um grupo com mais de 40 migrantes, incluindo crianças, que viajavam amontoados dentro de um caminhão refrigerado sem ventilação. O motorista foi preso.
Os migrantes — da Síria, Iraque e Turquia — foram encontrados na beira de uma estrada no estado da Baixa Áustria, na noite de 9 de setembro, afirmou a polícia regional em um comunicado.
Os migrantes disseram que “tinham medo de morrer asfixiados durante o trajeto” e que conseguiram parar o caminhão.
Com o veículo parado, alguns dos migrantes conseguiram escapar, segundo a polícia austríaca. De um total de 43 pessoas, 38 foram encontrados. Entre eles, seis crianças. Vários precisaram de atendimento em hospital.
Alertada por motoristas que passavam perto, a polícia interveio rapidamente com um helicóptero. Os policiais prenderam o motorista do caminhão, um turco de 51 anos que mora na Romênia.
Os investigadores suspeitam da existência de uma grande rede de traficantes de pessoas. De acordo com a investigação preliminar, os migrantes entraram no caminhão na Romênia. Cada um pagou um valor entre 6 mil e 8 mil euros (entre R$ 37 mil e R$ 49 mil) para cruzar a fronteira externa do espaço Schengen e, assim, chegar à Europa Ocidental através da Áustria. As autoridades austríacas não disseram qual era o destino final do grupo.