MPF denuncia ex-executivos do Banco Paulista por lavagem de dinheiro e fraude

0
37

Denunciados foram alvo da 61ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada em maio deste ano.

O Ministério Público Federal no Paraná (MPF) denunciou Tarcísio Rodrigues Joaquim, Gerson Luiz Mendes de Brito e Paulo Cesar Haenel Pereira Barreto, ex-executivos do Banco Paulista S.A, por por lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta de instituição financeira.

A atual fase da operação aponta suspeita de que executivos do banco lavaram R$ 48 milhões oriundos da Odebrecht. Conforme o MPF, os executivos do banco assinavam contratos falsos para repassar o dinheiro.

Também foram denunciados pela prática de lavagem de dinheiro pelos procuradores os ex-empresários da Odebrecht Fernando Migliacchio da Silva e Luiz Eduardo da Rocha Soares, e os operadores financeiros Olívio Rodrigues Junior, Vinicíus Veiga Borin, Marco Pereira de Souza Bilinski e Luiz Augusto França.

Investigação

Ainda conforme o MPF, a investigação revelou um mecanismo ilícito de compensação financeira com a participação de executivos do Banco Paulista.

“Periodicamente, os integrantes do Setor de Operações Estruturadas efetuavam transferências de valores em moeda estrangeira para contas no exterior em nome de offshores controladas por doleiros que, por sua vez, disponibilizavam o equivalente em reais no Brasil”, disse o MPF.

Rate this post